Número total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

O País e o Sistema

As pessoas nas cidades vivem a vida tao estupidamente, tao sem nada a ver com o verdadeiro sentido da vida, parece que o dia-a-dia se resume a andar de um lado para o outro correr mesmo quando nao é preciso.

Andar na rua e reparar que vai um velhote reformado a correr, mas a correr porque? vai ser despedido ou deixar de receber a pensão ou rendimento minimo ou como lhe queiram chamar por nao ir a correr para onde vai?

Depois ve-se aquelas pessoas que nao fazem nada, que andam a boa vida a passear como se nao fosse nada com elas. andam a hostentar "ah eu nao ando a trabalhar, vivo á pala do sistema organizacional social deste pais".

Pudera o país nao andar como anda com menos de 40 % dos adultos a render para o pais, os aposentados de agora que é como quem diz as pessoas que trabalhavam no campo quando eram mais novos, quando eram eles os adultos, que nunca descontaram e que agora têm a cara de pau para organizar excursoes a S. Bento para reclamar para terem mais do tal rendimento.
Os desempregrados a reclamar que o subsidio que nao chega, quando a maior parte deles tem rendimentos extra, o sistema que anda podre e obsoleto para as necessidades sociais de hoje em dia continua a vingar pois dá geito a bastante gente.

Descontar quase 50 % do rendimento anual nao é solucao. pois mesmo assim nao chega e quando chegarmos a reforma recebemos quê? 200 euros depois de andarmos a descontar todos os anos quase 50 % em impostos entre eles os dos combustiveis e outros tantos que temos que pagar no final do mês.

Enfim.

Tenho bastante pena de para se fazer render o rendimento anual se ter que sair do pais, pois descontar para andarem tantos a boa vida enves de se investir em tecnologia e ciencia que é o que poderia puxar o pais para a frente, que é o que portugal faz bem, aposta-se em serviços, serviços para quem? quem os pode pagar? de onde será que vem o dinheiro que mexe este pais é que ninguem me sabe responder.

Se puderem agradeço. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada