Número total de visualizações de página

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

Comida clonada será utilizada como alimento?

 Carne e leite de animais clonados podem ser consumidos nos Estados Unidos
28.12.2006 - 19h12 AFP, PUBLICO.PT



A carne e o leite de vacas, porcos e cabras clonadas podem ser consumidos sem perigo, anunciou hoje a autoridade norte-americana de regulamentação dos medicamentos e da alimentação (Food and Drug administration, FDA), o que suscitou uma chuva de críticas das associações de consumidores.

Segundo um comunicado da FDA, estes produtos “são tão seguros como os dos animais criados de forma convencional”.

Devido à falta de informação sobre a clonagem de ovelhas, a FDA recomenda que os clones destes animais não sejam utilizados para a alimentação humana.

“A clonagem não representa riscos especiais para a saúde dos animais, comparativamente a outras tecnologias de reprodução actualmente utilizadas na agricultura norte-americana”, disse Stephen Sundlof, director do centro de Veterinária da FDA.

O relatório da FDA foi analisado por um grupo de cientistas independentes, especializados em clonagem e saúde animal. Este grupo “aceitou os métodos utilizados pela FDA para avaliar as informações e as conclusões a que chegou”, acrescenta o comunicado.

As conclusões da FDA autorizam a comercialização dos produtos à base de animais clonados depois de um período de 90 dias, para que o público possa emitir a sua opinião.

Associações de consumidores dizem que 60 por cento dos americanos se opõem à clonagem de animais

Várias associações de consumidores criticaram esta decisão, lembrando que sondagens independentes mostraram que 60 por cento dos norte-americanos se opõem à clonagem de animais e não vão comprar a sua carne ou leite, mesmo que o Governo garante um consumo sem perigos.

“Pensamos que esta é uma decisão muito má”, disse Carol Foreman, responsável pelas questões alimentares na Federação americana dos Consumidores.

“Pedimos ao público para que escreva à FDA e aos membros do Congresso para lhes pedir que voltem atrás”.

Foreman disse ainda que as associações de consumidores estão dispostas a fazer campanha junto das lojas para que não vendam os produtos derivados de animais clonados.

A responsável acusou o Governo de ignorar, deliberadamente, os estudos científicos que mostram que a gestação dos animais geneticamente modificados termina, muitas vezes, em abortos espontâneos e que muitos animais clonados sofrem de mal formações e não chegam à idade adulta.

Dez anos depois do nascimento da ovelha Dolly, primeiro clone obtido através de uma célula de animal adulto, a técnica da clonagem é utilizada hoje para o gado, cavalos, porcos e outros mamíferos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada