Número total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de março de 2008

Espanha/Atentado: Líderes políticos e populares convergem à câmara ardente de ex-vereador assassinado


Arrasate, Espanha, 08 Mar (Lusa) -

Representantes de todas as forças políticas bascas e nacionais e centenas de populares participaram hoje numa concentração, em silêncio, em frente à autarquia de Arrasate, em homenagem ao ex-vereador Isaías Carrasco, assassinado pela ETA na sexta-feira.

Mais de meio milhar de pessoas participaram na concentração que decorreu em frente ao edifício onde está instalada a câmara ardente com os restos mortais do ex-vereador socialista, morto a tiro à porta de casa por um homem que lhe disparou pelo menos cinco tiros à queima-roupa.

A mulher e uma das filhas de Isaías Carrasco encabeçaram a cerimónia onde participaram várias individualidades políticas entre as quais a vice-presidente do governo, María Teresa Fernández de la Vega e o chefe do governo basco, Juan José Ibarretxe.

Representantes de todas as forças políticas da esquerda à direita passaram alguns momentos na capela ardente, devendo ainda estar presentes no funeral que decorre às 17:00 de hoje, menos uma hora em Lisboa.

"Estou louco de dor", disse aos jornalistas, visivelmente afectado, um dos muitos populares que foi ao local durante a manhã de hoje.

"Espero que as pessoas sejam valentes amanhã e vão votar, sem medo", afirmou outro.

No interior repetiam-se as cenas de dor, com a família a ser saudada por centenas de pessoas, incluindo líderes políticos que viajaram de várias zonas de Espanha para as cerimónias fúnebres.

Investigações preliminares já permitem clarificar as circunstâncias do atentado de sexta-feira que levou à suspensão dos actos finais da campanha eleitoral e à aprovação de um comunicado conjunto de condenação de todas as forças com assento parlamentar.

Segundo a polícia o terrorista que assassinou Isaías Carrasco disparou cinco balas de calibre 09 milimetros, munição habitualmente usada pela ETA.

A forma como efectuou os disparos, levam a polícia a considerar que se trata de um "bom atirador" - com disparos certeiros, muito juntos e sem se dispersarem - que esperou a que Isaías Carrasco saísse de casa, na rua Navas de Tolosa e entrasse no carro.

Nesse momento disparou cinco tiros através do pára-brisas e a uma distância de cerca de um metro e meio. Uma das balas atingiu o ex-vereador na cabeça, outra no pescoço, duas no abdómen e uma num braço.

A vítima terá conseguido sair do carro arrastando-se alguns metros, estando ainda hoje visíveis as marcas de sangue na estrada.

As autoridades estão agora a procurar um homem de mais de 1,80 metros de altura - estimada pela trajectória dos disparos - que terá possivelmente entrado com um companheiro desde o País Basco francês, fugindo depois do assassinato.

Operações de busca continuam ainda em curso.

ASP.

Lusa/Fim

Sem comentários:

Enviar um comentário

Pesquisa personalizada